O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

PARLAMENTARES CAMOCINENSES. XI - SÉRGIO AGUIAR

Deputado Sérgio Aguiar. Fonte: al.ce.gov.br

 
Herdeiro de um capital político que remonta desde 1947 em Camocim, Sérgio de Araújo Lima Aguiar está no terceiro mandato como Deputado Estadual, obtendo as seguintes votações: Em 2006, quando foi candidato pelo PSB substituindo seu pai, Francisco Aguiar, foi sufragado por 47.607 eleitores. Em 2010, ainda pelo PSB, obteve 67.357 votos ampliando também sua área de votação. Nas últimas eleições para deputado estadual, Sérgio Aguiar atendendo orientação do grupo dos irmãos Ferreira Gomes, filiou-se ao PROS e atingiu a soma de 85.060 votos. Atualmente é filiado ao PDT.  Sérgio Aguiar nasceu em 31 de janeiro de 1971. É neto de Murilo Aguiar, deputado constituinte de 1947, e filho de Francisco Aguiar, ex-presidente do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Foi vereador em Camocim aos 20 anos de idade e presidiu a Câmara Municipal (1993-1994). Em 1996 foi eleito prefeito e reeleito em 2000. No seu currículo político consta ainda a passagem como Assessor Parlamentar do Gabinete “do então Ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes, em 2005”.  É casado com Mônica Aguiar, atual prefeita de Camocim e pai de quatro filhas. Até a legislatura anterior era da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, ocupou o cargo de Primeiro Secretário. É graduado Administração de Empresas, Economia e Direito, com mestrado em Gestão Pública e Modernização Administrativa pela Universidade Internacional de Lisboa. Sua atuação legislativa se destaca pela defesa do empreendedorismo e “representa os segmentos produtivos da economia como turismo, comércio e serviços”. Esta atuação tem repercutido no estado, sendo escolhido por três vezes entre os Melhores da Política e Administração Pública do Ceará.
Ideologicamente, o deputado Sérgio Aguiar se situa como de centro-esquerda e tem sua base eleitoral em vários municípios do Estado do Ceará, destacando-se Camocim, Barroquinha, Granja, Cruz, Uruoca, Forquilha, Ipu, Aracati, Pedra Branca, dentre outros. No final de novembro de 2016 disputou a Presidência da Assembleia Legislativa mas foi derrotado por seu colega de partido Zezinho Albuquerque (PDT). Completa hoje 46 anos de idade.

Fonte: al.ce.gov.br
Anuario do Ceará.2015.



sábado, 14 de janeiro de 2017

CAMOCIM TERRA DO SAL

Anúncio da firma "Alfredo Coelho". Camocim. 1940.
Fonte: Almanaque Laemmert.


O sal foi um dos produtos importantes da economia camocinense. A extração de sal remonta às primeiras incursões de navegantes em busca de riquezas, como os holandeses, franceses e posteriormente portugueses. A região do Rio da Cruz, Camocim ou Coreaú, como queiram, aparece na historiografia como tendo significativo potencial de exploração comercial.
Com o tempo, notadamente com a conjugação das atividades do porto e da ferrovia, o produto tomou impulso, responsável pela abertura de várias salinas e casas comercias exportadoras, como a que mostra o anúncio acima da firma comercial "Alfredo Coelho", publicado na edição de 1940 do Almanaque Laemmert, de circulação nacional.
Além do anúncio em destaque, o referido almanaque traz ainda a relação de outros comerciantes e suas respectivas salinas, como descrito abaixo:

"SAL (Exportadores de):
Aimorés, de Benício Santos.
"São Pedro", de Alfredo Coelho.
Ilha da Volta, de João Baptista da Ponte
João da Silva Ramos & Cia.
Poranga, de Massilon Saboya de Albuquerque
Salgadinho, de Manoel Pinto Soares Brandão (Herdeiros).
São Francisco, de Irmão Xavier e Cia. Ltda.
Trindade, de M. A. Morel Pinto".

Atualmente, a atividade salineira é muito diminuta, mas ainda resistem algumas salinas como o Sal Trindade, por exemplo.

Fonte: Almanaque Laemmert. 1940.