O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

sábado, 18 de fevereiro de 2017

OS INTENDENTES DE CAMOCIM NA PRIMEIRA REPÚBLICA

, o
Jornal O Cearense, ed, 178, 23/08/1891. Fortaleza-CE.


Os intendentes dentro da organização administrativa de um município é o corresponde ao que chamaríamos hoje de prefeitos. Mesmo com o advento da República, que acenava com um cenário mais democrático do que o período imperial, os intendentes continuaram a ser nomeados, no caso dos municípios, pelos Presidentes de Estado, hoje Governadores.
Dese modo, a nomeação dos intendentes era uma espécie de moeda política que mudava a cada eleição. Por outro lado, qualquer outro motivo poderia levar à sua destituição pelo poder concedente.
Não raro, os jornais traziam a publicação de exoneração e nomeação destes intendentes conforme os interesses políticos, na seção "Actos officiaes", cujas notas revelavam mais do escondiam sob as frases: "Foram dispensados por incompatibilidade os seguintes intendentes municipaes" e "Foram nomeados os intendentes municipaes".
Em agosto de 1891 por exemplo, relacionado ao município de Camocim, os "Actos Officiaes" do jornal "O Cearense", trazia a troca de intendente daquele ano:

              "Foram dispensados por incompatibilidade os                      seguintes intendentes municipaes:

              De Camocim, José Evangelista Barbosa,

              [...]Foram nomeados os intendentes municipaes:

              Do Camocim, Raymundo Thiers".

Uma certeza, porém, José Evangelista Barbosa e Raymundo Thiers estavam em lados opostos na nascente República brasileira.              

Fonte:Jornal O Cearense, ed, 178, 23/08/1891. Fortaleza-CE.