sábado, 1 de dezembro de 2012

ABECEDARIUS CAMOCINENSE - MONSENHOR LUÍS XIMENES

Monsenhor Luís Ximenes nasceu em Camocim em 05 de novembro de 1924 e batizou-se quinze dias depois. Filho de maquinista, desde cedo desenvolveu o seu gosto por trens, desenvolvendo uma "alma ferroviária" que, ao longo do tempo, o fez colecionar quase tudo que se referisse ao tema e escrevesse alguns livros tendo os trens como temática. Sua coleção hoje está organizada em um museu na cidade de Santa Quitéria, onde foi pároco por mais de 40 anos e venerado pela população católica. Luís Ximenes se ordenou padre em 30 de novembro de 1952, rezando sua primeira missa em 03 de dezembro de 1952. Como pároco de Santa Quitéria, respondeu ainda pelas paróquias de Hidrolândia e Catunda. Faleceu em 04 de outubro de 1994, após oficiar uma missa, no dia de São Francisco. Seus restos mortais estão na Igreja Matriz de Santa Quitéria, onde, bastante reverenciado, muitos fiéis já testemunharam graças alcançadas em seu nome e até aposição de ex-votos já se observa no local. Em conversa com familiares dele em Camocim, disseram que o mesmo nasceu na Rua do Egito (atual 24 de Maio), próximo ao pátio da Estação. Seus pais foram Raimundo Freire da Silva e Maria Ximenes, tendo como avós paternos Antonio Freire da Silva e Teresa Ximenes; e avós maternos Manoel Ximenes Aração e Maria Ximenes Aragão. Abaixo uma das suas poesias que reputo a mais bela de todas:
Monsenhor Luís Ximenes.
  
Busto de Mons.Luís Ximenes em Hidrolândia-CE.













EU E O TREM


Dentro de nós se esconde uma incontida
ânsia de andar a exemplo de Abraão.
O trem em plena estrada leva a vida,
e a vida eu levo caminhando em vão.

Vivemos numa intérmina corrida,
numa aventura sem competição:
- eu corro atrás da Terra Prometida,
o trem, correndo em busca da estação.

Gostamos de partida e de chegada,
mas o melhor de tudo é andar na estrada,
onde a luz da esperança é cintilante...

Por isso, parte o trem ao Ter chegado,
e eu me livro também de estar parado,
- parecemos demais judeu errante!

PE. LUÍS XIMENES.

Um comentário:

  1. Carlos Augusto parabens pelas pesquisas sobre o Monsenhor Ximenes, um filho ilustre dessa cidade. Bom, no seu jazido diz que ele nasceu no ano de 1924 e não em 1926. Voce se teve como base o batisterio? Forte abraço do amigo Ximenes Filho.

    ResponderExcluir