O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

sexta-feira, 21 de abril de 2017

RELIGIOSOS DE CAMOCIM - PADRE BRITO

Pe. Antônio de Lima Brito. Fonte: http://www.arquisp.org.br/regiaoipiranga/clero/antonio-de-lima-brito


Uma pesquisa leva a outra. Recolhendo testemunhos para um trabalho que ora desenvolvo no campo da biografia, descobrimos que quando jovem, o nosso Padre Brito foi dono do "Aratanha Bar". Em 1959, quando partiu para São Paulo sonhando ser marinheiro, passou o bar para dois jovens camocinenses: Dedim Trévia e José Vaulino. Este comércio posteriormente passou a chamar-se Avenida Bar.
Em São Paulo, o jovem Antonio Lima Brito filho de Maria Zenith Lima Brito e Sebastião da Silva Brito acabou descobrindo a vocação sacerdotal.  “Nascido em 3 de abril 1941, em Camocim, no litoral cearense, Antônio é o oitavo filho de uma família de 14 irmãos. Partiu para São Paulo em 20 de setembro de 1959.  [...] Aos 23 anos, em 8 de março de 1963 padre Brito ingressou no Seminário dos Religiosos de Nossa Senhora de Sion. [...] Dezesseis anos após deixar a cidade natal, Antônio da Lima Brito voltou à Camocim para receber a ordenação sacerdotal conferida pelo Bispo de Tianguá, Dom Timóteo”. Nesta época assistimos essa solenidade religiosa,
Em 1997 a Câmara Municipal de São Paulo outorgou-lhe o título de cidadão paulistano pelo trabalho social desenvolvido na comunidade do Bairro Ipiranga.

Fonte: Ypiranga News. Edição 398. Setembro de 2005, p.1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário