O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

A FAMÍLIA MOREL DE CAMOCIM

Diploma da Irmandade da Terra Santa
A Família Morel em Camocim sempre foi uma referência católica. Desde as primeiras décadas do século XX que os integrantes desta família participaram das principais instituições religiosas e educacionais da cidade, como o Prof. Pedro Morel. Acode-me agora uma cena das Irmãs Morel, com dona Raimundinha à frente chegando juntas à Igreja Matriz, filhas de Maria que eram a colaborar no rito da missa. Anteriormente, os homens dessa família sempre tiveram seus nomes ligados à Igreja Católica de Camocim, participando de suas entidades ou doando seus bens para as obras sociais da igreja. Todos sabem que o Instituto São José hoje não seria o que era sem a pronta determinação dessa família em fazer suas doações iniciais e fundamentais. Mesmo agora, soube-se que um dos últimos integrantes dessa família deixou em testamento vultosa soma para ser empregada em obras na referida escola. Não á toa, a Praça da Matriz tem o nome do patriarca da família Sr. José Severiano Morel que, pelo seu fervor católico chegou a ser integrante da Irmandade da Terra Santa de Jerusalém conforme atesta o diploma acima, outorgado em 18 de outubro de 1921 pelo representante do Sumo Pontífice no Brasil. A Irmandade da Terra Santa é o órgão oficial instituído pela Igreja, responsável pela manutenção e divulgação dos chamados Lugares Santos. Voltando às Irmãs Morel elas eram a cara dos eventos religiosos católicos em Camocim estando presentes à todos, constituindo por assim dizer uma marca católica em nossa cidade. Foram morrendo e a última delas foi levada por uma parente para morar do Rio Grande do Norte. Camocim, portanto, não tem mais essa referência secular baseada na dedicação religiosa como foram os integrantes da Família Morel. Fica o registro!

Obs: Diploma cedido gentilmente pelo Prof. Paulo José.

Nenhum comentário:

Postar um comentário