O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

O PROGRAMA IRAPUAN LIMA EM CAMOCIM

Irapuan Lima, Irapuentes e Caloura. Foto: fortalezanobre.blogspot.com 

Dentre as muitas histórias que ouvi durante este mês de férias que gozei em Camocim, a que passo a relatar aconteceu no antigo Balneário Sport Club, quando da vinda da caravana do Programa Irapuan Lima à nossa cidade. Para quem não é desse tempo, antigamente os programas de auditórios da televisão eram muito mais atraentes e autênticos. O Irapuan Lima conseguia este misto com muita dose de humor, oferecendo prêmios aos vencedores do show de calouros e um frango para aqueles que eram "gongados", além de apresentar os grandes artistas de sucesso da época em passagem pela capital. Conta-se até que nosso amigo Itamar Araújo quando morava em Fortaleza, no intuito de "filar" uma refeição foi lá, não para vencer nada, mas, para ganhar o tal frango pois no domingo seguinte (o programa era aos sábados) não tinha nada para comer em casa. Inscreveu-se, fez lá sua patomina, foi gongado e recebeu o tal frango. Porém, ao sair do auditório do programa o contra-regra lhe subtraiu o pretenso almoço domingueiro. Ele não sabia que o frango era um só e que servia para todos os "cantores" reprovados pelo júri. Insucesso do nosso amigo à parte, o que queremos enfatizar é que Camocim sempre foi terra de grandes talentos em todas as áreas culturais e num ano qualquer na década de 1980 (ninguém sabe precisar) trouxeram a caravana do referido programa para Camocim. Só agora, no entanto, sei que nosso Maestro Miguel da Banda Lyra naquele ano atacou de cantor interpretando um clássico de Martinho da Vila que ele não lembra bem qual foi; que um dos jurados era Evanmar Moreira, que naquela época ainda não desistira do sonho de ser astro da música pop nacional (quem não lembra daqueles versos: "No dia em que você partiu eu fiquei  triste a chorar", ou "Cara, tô gamado nessa mina, cara, essa mina me fascina". Mas, o grande vencedor daquela tarde ou noite memorável, não sabemos, foi o indefectível Macleodes (ex-funcionário da Coelce, aposentado) cantando a música "Artigo 26" do cantor cearense Ednardo. Foi o que me contaram os personagens citados. 

Detalhe: esse é por minha conta: teve um tempo que o cast das Irapuetes tinha uma camocinense, sobrinha ou prima do Adauto Medeiros.Quem lembra do nome dela?

Fontes orais: Evanmar Moreira, Maestro Miguel, Macleodes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário