O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

terça-feira, 13 de março de 2012

O VEREADOR COMUNISTA EM CAMOCIM

Pedro Teixeira de Oliveira - Pedro Rufino. 

Desencadeado o processo político com relação à campanha política de 2012, a editoria do blog "Camocim Pote de Histórias" resolveu postar matérias referentes ao tema, ligadas à história do município; não no sentido de tomar partido para este ou aquele grupo, mas, para informar aos cidadãos camocinenses como se dava as relações neste campo da história local, quais os personagens e seus vínculos com o presente. Hoje retrataremos o Sr. Pedro Teixeira de Oliveira, mais conhecido na comunidade como Pedro Rufino. Pedro Rufino foi um dos fundadores do Partido Comunista Brasileiro - PCB em 1927 e vereador entre 1949 a 1952. Apesar de comunista, Pedro Rufino foi eleito pelo Partido Republicano - PR, que nas eleições municipais de 1948 foi uma sigla que abrigou os comunistas no Ceará. Essa fórmula acabou salvando o mandato do vereador em questão, visto que, no chamado período de redemocratização, pouco tempo depois o PCB foi posto na ilegalidade e os mandatos cassados. A atuação de Pedro Rufino na Câmara Municipal de Camocim foi marcado por posições firmes e muita polêmica, principalmente com edis ligados às famílias tradicionais da política camocinense. Dentre estes fatos, a constante ausência do vereador Alfredo Coelho foi sintomática, posto que o mesmo se recusou a exercer o mandato (pedia constantes licenças) só para não ter o desprazer de sentar no mesmo recinto que um comunista e tê-lo de chamar de colega. Pedro Rufino foi um autodidata. Colaborava com o jornal "O Democrata" de Fortaleza e fazia as vezes de rábula na justiça camocinense, defendendo principalmente trabalhadores pobres da periferia, requerendo habeas corpus. Sua atividade como vereador pode ser medida pelas atas das sessões preparatórias da Legislatura de 1949. Nelas, podemos encontrar o referido vereador sendo componente das Comissões de Legislação, Educação e Cultura, Comissão de Saúde Pública e Assistência Social e Comissão de Redação Final. Ressalte-se que essa participação só foi efetivada quando o mesmo denunciou sua exclusão das comissões da Câmara, argumentando a lei. da época.
Mais de 60 anos depois, a tradição militante dos comunistas em Camocim tentarão eleger um vereador pelas suas hostes no próximo pleito. Que, pelo menos, o exemplo de Pedro Rufino inspire-os nesta empreitada. 

Foto: Arquivo do blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário