O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

sexta-feira, 22 de março de 2013

ABECEDARIUS CAMOCINENSIS - JULIO CICERO MONTEIRO

Jornal "A Razão". Camocim-CE. Um dos jornais editados por JUCIMON

O biografado do post de hoje é JULIO CICERO MONTEIRO. Para os mais jovens ele era pai do Sr.Mário Monteiro que morava na Rua General Tibúrcio,em cuja casa tinha uma cacimba que fornecia água para os vizinhos das imediações em tempos de seca e avô do conhecidíssimo torneiro mecânico aposentado "PQ", cuja oficina na Rua Santos Dumont, até pouco tempo era batizada com o seu pseudônimo JUCIMON. Júlio Cícero Monteiro já foi destacado neste blog em matéria que se referia á criação do TIRO DE GUERRA INFANTIL, cuja instituição ele foi o fundador. Sua vinda para Camocim deveu-se por assumir um cargo na Estrada de Ferro de Sobral. Em Camocim deu prosseguimento à sua veia jornalística que lhe projetou no cenário cearense e se configurou num dos muitos laços familiares entre Camocim e Ipu. Abaixo transcrevemos uma pequena biografia feita pelo Prof. Melo- memorialista e historiador do Ipu e publicada em seu blog. 

Julio Cícero Monteiro

Julio Cícero Monteiro foi um dos grandes ipuenses nas letras, se destacando grandemente com a introdução da nova ortografia verificada na época.
Julio foi contemporâneo amicíssimo de Tomaz de Aquino Corrêa, numa época em que a juventude se dedicava com muito denodo a educação fazendo assim a sua intelectualidade torna-se evidente como bem viveu Julio Monteiro.
Editou nesse tempo os jornais: “O Paladino do Progresso”, junto a outros intelectuais Felix Porfírio de Sousa e Herculano José Rodrigues; também editou “O Ipuense” com seu primeiro número circulando em 24 de novembro de 1890, jornal impresso na Tipografia da “Ordem” em Sobral.
De acordo com o Almanaque Ipuense pág. 33, Júlio escreveu em todos os jornais da Região com o pseudônimo de JUCIMOM.
Foi contador depois de alguns anos passando da Estrada de Ferro de Sobral passando a residir em Camocim onde desenvolveu grandes atividades literárias. Adquiriu uma tipografia e editou o Jornal “A Razão” deixando transparecer o fulgor de sua pena. Acometido de uma moléstia que o prostou. Veio a falecer em Camocim junto aos seus familiares.

Fonte da biografiahttp://professorfranciscomello.blogspot.com.br/2011/11/julio-cicero-monteiro-julio-cicero.html.
Fonte da imagem: Arquivo do blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário