O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

A EDUCAÇÃO EM CAMOCIM - ESCOLA EUCLIDES PINTO MARTINS

Alunos da Escola Euclides Pinto Martins. Fonte: Revista da Semana. RJ. 01/03/1941, p.13



Na história da educação no Brasil, várias foram as campanhas para a erradicação do analfabetismo. Com a Revolução de 1930 e o Manifesto dos Pioneiros da Educação em 1932, desencadeou-se no país um movimento denominado Cruzada Nacional de Educação, gestada dentro dos princípios ideológicos da ditadura varguista. Com efeito, em  15 de agosto de 1932, o presidente Getúlio Vargas e o ministro da Educação Francisco Campos, assinaram o Decreto nº 21.731, deflagrando em todo o território nacional a campanha contra o analfabetismo, considerado  um problema político e social. Nos artigos do Decreto ficaram definidos que a Cruzada Nacional de Educação seria de utilidade pública e seria criada a Semana de Alfabetização em todo o território nacional de 12 a 19 de outubro, momento ideal para se arrecadar fundos para a manutenção das escolas primárias. No documento O prelúdio das campanhas de alfabetização na era Vargas: a Cruzada Nacional de Educação, datado de 1943, isso pode ser verificado com a Campanha do Tostão - Cruzada Nacional de Educação que pedia a colaboração de todos  os brasileiros e prestava contas até àquela data: instalação de mais de "7.000 escolas, bem como prodigalizar a cerca de 300.00 crianças modesto e completo material didático."  A meta era alcançar 10.000 escolas em todo o território nacional. No entanto, ainda ressalta o documento que, apesar do "resultado bastante compensador do incessante trabalho da Cruzada Nacional de Educação, mas que, não obstante, pouco significa diante do volume de iletrados com que infelizmente, ainda conta o Brasil." Camocim, teve uma dessas escolas, denominada Escola Euclides Pinto Martins, que foi destaque na Revista da Semana, do Rio de Janeiro, no ano de 1941. Na foto, não deu para reconhecer ninguém, nem o local, mas podemos perceber ser uma turma de adultos composta de homens e mulheres. Apesar das campanhas posteriores e das leis e décadas dedicadas à educação nos planos e programas oficiais, o analfabetismo ainda grassa no país.

Fonte: O prelúdio das campanhas de alfabetização na era Vargas: a Cruzada Nacional de Educação.1943.

Nenhum comentário:

Postar um comentário