O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

O CINEMA EM CAMOCIM - CINE-PHENIX

Cine Phenix Camocim. 1918. Fonte: Folha do Litttoral
Phenix é a ave mitológica que renasce das cinzas segundo a mitologia grega. Das cinzas da minha memória ontem, 29 de dezembro de 2015 o cinema renasceu com toda sua magia, quando conferi as sessões da amostra itinerante de cinema da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará na Praça do Odus. Enquanto via os curtas e o vídeo produzido pelos adolescentes de Camocim, além do premiadíssimo Cine Holiúdi que aborda justamente a magia do cinema na visão "moleque" cearense, lembrava-me dos filmes exibidos no extinto Cine João Veras, nos gêneros, karatê, kung-fu, faroeste, pornô e os épicos de Natal (Os Doze Mandamentos, Ben-hur, A Paixão de Cristo), dentre outros.  A ansiedade de nós menores para entrar só depois de apagar a luz para os "filmes impróprios", as figuras do Zimbi e o Sr. Hélio Veras, a "comodidade" da geral com seus bancos de madeira sem encosto, a catinga de peido e outros odores, as paradas abruptas quando o filme quebrava e a espera até que o projetista refizesse o rolo, a satisfação de ter se alheado do mundo e entrado noutro por algum tempo, tudo isso me veio à mente.
Cartaz de filmes exibidos no Cine-Phenix no jornal Folha do Littoral
Mas o cinema em Camocim não se resume às lembranças dos que rememoram suas histórias com o Cine João Veras. No auge econômico proporcionado pelas atividades comerciais no entorno do porto e ferrovia, a cidade apresentou várias salas de cinema, indo das mais chiques às mais simples. Hoje abordaremos o Cine-Phenix (foto), em cujo prédio encimava uma grande águia (ou Phenix, a ave mitológica), conforme mostra a figura acima. Referido prédio foi inaugurado em 24 de agosto de 1918, de propriedade da famosa firma comercial Nicolau & Carneiro, à Rua Engenheiro Privat, naquele tempo, uma espécie de boulevard, rua do ouvidor, onde estavam estabelecidas as melhores casas comerciais, residências e repartições públicas, enfim a nata da elite camocinense da época. A inaguração foi amplamente divulgada pelo jornal Folha do Littoral, ressaltando a imponência do prédio com seus "sumptuosos salões [...] irradiosamente illuminados". Percebe-se pelo referido jornal que o Cine Phenix era mais do que uma sala exibidora de filmes (como mostra o cartaz acima), realizando-se ali, bailes dançantes, reuniões políticas, apresentações de artistas em excursão, dentre outras atividades. No local hoje funciona o prédio do Ministério Público em Camocim. Sem a devida águia, ou phênix. Ao final do filme a triste constatação... dos 184 municípios cearenses, fora a capital, somente quatro cidades possuem cinemas.

Fonte: Jornal Folha do Littoral. Camocim-CE.1918.

Nenhum comentário:

Postar um comentário