O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

terça-feira, 4 de julho de 2017

I CENTENÁRIO DO TIRO DE GUERRA 10 001 EM CAMOCIM

Tiro de Guerra 213, Camocim. 1928. Fonte: Revista O Malho. RJ
Atiradores do TG 10 001 em Sessão Solene alusiva ao seu I Centenário na Câmara Municipal de Camocim. 2017. Fonte: Marcelo Marques.

Realizou-se ontem, dia 03/07/2017, Sessão Solene na Câmara Municipal de Camocim, alusiva ao Centenário do Tiro de Guerra 10 001. Na oportunidade foram lidas mensagens ao Tiro de Guerra, Aos Diretores do TG (prefeitos e ex-prefeitos) e Atiradores. Abaixo transcrevemos a "Homenagem ao Tiro de Guerra.

HOMENAGEM AO TIRO DE GUERRA
Sobre o conceito do que seria um Tiro de Guerra (TG), poderíamos dizer que é “ uma experiência bem sucedida entre o Exército Brasileiro e a Sociedade Brasileira, representados pelo poder público municipal e os milhares de cidadãos brasileiros que ingressam nas fileiras do Exército anualmente. Essa parceria perene e edificante, juridicamente celebrada por intermédio de convênios, está enraizada na história e formação do povo brasileiro por mais de 110 anos e tem profundas ramificações na sociedade em que é inserida”.
Essa experiência em nosso município é também mais do que centenária. Esta semente foi plantada por um vereador da Câmara Municipal de Camocim no distante ano de 1912, quando por sua iniciativa, fundou o Tiro de Guerra Infantil. Deste modo, as relações entre o poder legislativo e a instituição militar são longínquas, trazendo para a juventude, a oportunidade de servir a pátria e realizar o alistamento militar obrigatório. Um ano depois, em 1913, a revista O Malho destacava em fotografia uma formação do então Tiro de Guerra 213 que era associado à Confederação de Tiro Brasileiro. Posteriormente foi renumerado para Tiro de Guerra 250 e finalmente, 10 001.
Temos, portanto, em nossa cidade uma tradição verde-oliva secular que despertou vários de nossos jovens a seguirem em suas fileiras e desenvolverem carreira militar no Exército, como:

Cleto Potiguara Veras (General);
Haroldo Sanford Barros (Coronel reformado);
Heraldo Sanford Barros (Segundo Tenente);
Júlio Veras (General);
Murilo Veras Fontenele (General);
Oliver Carneiro Ramos (General);
Onofre Muniz Gomes de Lima (General);
Tércio Veras (Segundo Tenente) e Bibiano Pessoa Chaves (Segundo Tenente), só para citar estes.

O Tiro de Guerra de Camocim, portanto é uma instituição militar ligada ao Comando da 10ª Região Militar, (o mais antigo) que prepara jovens para a reserva de 2ª categoria do Exército. Por outro lado, destina-se  também a atender a instrução e possibilitar a colaboração do serviço militar inicial, por parte dos jovens em Camocim, colaborando para fixar esses jovens em sua sede e reduzir o êxodo rural, tornando o TG um polo difusor do civismo, da cidadania e do patriotismo, preparando munícipes esclarecidos sobre os problemas locais, interessados nas aspirações e realizações de sua comunidade e integrados na realidade nacional, visando à formação de futuros líderes comunitários e, preparando o reservista a desempenhar tarefas limitadas, na paz e na guerra, nos quadros de defesa territorial e interna, ação comunitária e defesa civil.
 Fontes:
MONTEIRO, Tóbis de Melo. Camocim Centenário. 1879-1979.


Nenhum comentário:

Postar um comentário