O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

segunda-feira, 20 de julho de 2015

O TREM DE CAMOCIM... E SUA VOLTA TRIUNFAL NAS TELAS DE EDUARDO SOUZA

Eduardo Souza e ex-ferroviários da RVC. Fonte: facebook.
Tela de Eduardo Souza. Camocim. Fonte: facebook
Não, não foi a realização de uma promessa política! O Trem voltou à gare da Estação de Camocim pelas mãos do artista plástico Eduardo Souza. Ontem não encontramos gente em polvorosa embarcando e desembarcando dos vagões da "Rapariga Velha Cansada" (RVC) puxados por uma resfolegante Maria Fumaça ou mesmo por uma potente locomotiva a diesel. Ontem, não mais o orvalho da fonte luminosa e o aperto do Balaio de Gato...Ontem, tudo isso foi reavivado pelas tintas e pinceis de um artista que sonhou com uma estação cheia de ferroviários e pessoas comprando passagem para a memória de dias idos numa viagem sem destino à nossa história. Ontem, o espaço onde o trem dormia despertou de repente e ficou repleto de gente e arte, mostrando que ele pode ser usado para a cultura de nossa história. A gare que já foi do trem pode ser nossa sala de visita para mostrarmos aos outros a riqueza do passado, os talentos do presente e a perspectiva de futuro

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Lamentei ter perdido a recente exposição da era ferroviária de Camocim. Será que haverá outra oportunidade de vê-la? Ontem conheci um antigo maquinista ferroviário, Francisco Xavier. Ele fica tão emocionado com as recordações de suas experiências de trem que prefere nem falar. Obrigado por seu belo trabalho neste site.

    ResponderExcluir
  3. Lamentei ter perdido a recente exposição da era ferroviária de Camocim. Será que haverá outra oportunidade de vê-la? Ontem conheci um antigo maquinista ferroviário, Francisco Xavier. Ele fica tão emocionado com as recordações de suas experiências de trem que prefere nem falar. Obrigado por seu belo trabalho neste site.

    ResponderExcluir
  4. Lamentei ter perdido a recente exposição da era ferroviária de Camocim. Será que haverá outra oportunidade de ver? Ontem conheci um antigo maquinista ferroviária, Francisco Xavier. Ele fica tão emocionado com as recordações da suas experiências de trem que prefere nem falar. Obrigado pelo belo trabalho neste site.

    ResponderExcluir