O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

domingo, 20 de setembro de 2015

V SC. 07. AS PRIMEIRAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS EM CAMOCIM

Jornal "Pátria". março de 1910, p.2.


Após a Proclamação da República em 1889, o cenário político ainda não tinha experimentado uma promessa republicana: estender o direito de votar e ser votado. o site  do TSE contextualiza o que estava acontecendo em 1910:
"O ano de 1910 também foi marcado pela eleição para a Presidência da República. Em disputa, duas chapas com propostas claramente diversas, algo inédito no país. [...]De um lado, o militar gaúcho Hermes da Fonseca, apoiado por Nilo Peçanha, vice-presidente que havia assumido a Presidência após a morte de Afonso Pena, pelo Rio Grande do Sul e por Minas Gerais. Seu oponente foi o baiano Rui Barbosa, que angariou o apoio de São Paulo, de setores do Rio de Janeiro, da Bahia e de Pernambuco.
Hermes da Fonseca representava um projeto vinculado às ideias da oligarquia rural e da máquina estatal. Rui Barbosa, ainda que também um representante da elite do país, empreendeu uma candidatura com ares de renovação. Apresentava-se como um modernizador favorável à industrialização e à imigração. Barbosa foi, ao longo de boa parte da República Velha (1894-1930), um ícone nacional no sentido da eloquência e da cultura."
Em Camocim, mal a República havia se instalado no comando do país, as forças políticas se alinharam ao novo sistema de governo, instalando o Partido Republicano, dizem as atas da Câmara Municipal de Camocim. Em 1910, o comando do PR local ficou nas mãos do Coronel José Adonias de Araújo. Naquela época as eleições aconteciam em 1º de março e os resultados deixam evidências interessantes para compreendermos como as eleições eram feitas naquela época. Pois bem, vamos aos resultados: O Marechal Hermes da Fonseca (segundo dizem os mais velhos, aparentado com os Fonsecas de Camocim) e seu vice Wenceslau Braz, obtiveram 281 votos cada. Já o candidato oposicionista Rui Barbosa, o Águia de Haia, e seu vice Albuquerque Lins, obtiveram apenas 1 voto cada. Afora o inusitado do resultado das eleições (ou não tão inusitado para os padrões da época, em que as eleições eram feitas à "bico de pena") , resta saber quem foi o corajoso que votou em Rui Barbosa em Camocim.
Só para efeito de comparação, na vizinha cidade de Granja, nestas mesmas eleições, o Marechal Hermes e seu vice foram sufragados por 707 eleitores cada, e a chapa oposicionista recebeu 105 votos. Seria Granja mais politizada ou o voto de cabresto lá não era tão forte?

Fonte:http://www.tse.jus.br/institucional/escola-judiciaria-eleitoral/revistas-da-eje/artigos/revista-eletronica-eje-n.-5-ano-3/a-primeira-campanha-presidencial-2013-1910

Nenhum comentário:

Postar um comentário