O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

domingo, 13 de março de 2011

A MULHER CAMOCINENSE


Março é o mês da mulher. A data do Dia Internacional da Mulher neste ano foi sufocada pelas folias mominas, mas, todo tempo é tempo de lembrar. Camocim tem uma tradição interessante na projeção de mulheres na sociedade. No final dos anos 1980, a então prefeita Ana Maria Veras projetou a cidade em revista de circulação nacional a então "Manchete", como a cidade das mulheres, visto que a maioria do seu secretariado eram mulheres, além de outras autoridades do município. Estaria Dilma copiando essa experiência? Brincadeiras à parte, esta tradição vem de longe. Só para exemplificar, na direção dos Correios as mulheres foram quase sempre as chefes (isso merece uma pesquisa mais aprofundada). Sinhá Trévia foi líder da célula integralista na cidade num tempo de intensa militância política em contraposição aos comunistas. Por falar nisso, quero destacar a pessoa de D. Guiomar, filha do famoso comunista Pedro Rufino, até hoje ligada as tradições comunistas. Seria impossivel relacionar todas aquelas que tiveram algum destaque, posto que mesmo anônimas as mulheres são antes de tudo, umas fortalezas. A foto que ilustra esta postagem mostra muito bem a presença destas mulheres, independente da classe social, nos acontecimentos que resultaram da tentativa de se tirar os trens de Camocim em 1950. Para terminar, duas personagens me vem à mente. Em quem Carlos Cardeal se inspirou para traçar o personagem da prostituta Rita em "Terra e Mar"? Quem teria sido o marinheiro que virou a cabeça de Amélia Carlota até o fim da vida? Ficção e realidade se misturando, uma imitando a outra e a história à espreita das duas. Bom domingo para todos.

Foto: Arquivo particular de Elda Aguiar.

Um comentário:

  1. Olá , meu nome é luciana e eu estou pesquizando algumas informacoes sobre o passado da minha familia, segundo a estoria que passa desde geracoes na familia de minha avó paterna é que ela é descendente de uma senhora chamada Francisca, uma cortesã de luxo de Camocim.
    Existe algum arquivo que vocês pudessem me recomendar para pesquiza de mais informacoes?
    Desde ja muito obrigado ,
    luciana_vasc@hotmail.com

    ResponderExcluir