O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

VI SETEMBRO CAMOCIM II - OS DOCUMENTOS DA VILLA

Oficio nº 42 de 31 de dezembro de 1887. Câmara Municipal de Camocim.


A história é deveras fascinante! No momento atual vivemos mais um período eleitoral com todas as suas anomalias, trâmites, vicissitudes, jogos de cena, festejos, desejos inconfessos, promessas e interesses outros.
Para o então município que se formava, ainda não éramos nem cidade, apenas uma vila recém criada, as eleições talvez ainda não tivesse toda essa complexidade, mas já apresentava os nomes das pessoas que tinham o destino de comandar o novo município desmembrado do município de Granja, posto que, naquela época, as câmaras municipais tinham também a função de executivo.
O ofício em questão trata apenas da acusação do recebimento de um oficio do Presidente da Província do Ceará que incluía o "Decreto Legislativo nº 3340 de 14 de outubro de 1887" com as orientações sobre as alterações do pleito eleitoral para os representantes da Assembleia Provincial e Câmaras Municipais.
A Câmara de Camocim desta época era composto por:

Lionel Dias da Fonseca - Presidente
Luís Gomes de Lima
Antonio Nogueira de Carvalho
Custodio Archanjo Soares
Serafim Melo de Freitas.

Fonte: Site do Instituto Histórico, Geográfico e Antropológico do Ceará.


Nenhum comentário:

Postar um comentário