O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

terça-feira, 4 de outubro de 2016

VI SETEMBRO CAMOCIM - XXI. A PESCA PREDATÓRIA NO LAGO DO BOQUEIRÃO

O território do município de Camocim é banhado por vários lagos, dentre eles o Lago do Boqueirão, um dos mais extensos. A matéria abaixo destaca o potencial do lago para o lazer, como fonte de alimento para a população e a pesca predatória qe aconteceu no ano de 2001.  
by Rozangela Oliveira Ribeiro
Aluna do Curso de História PARFOR/UVA/Camocim

Moradores em lazer no Lago do Boqueirão. Camocim-CE
Foto: Acervo Família  do Sr. Antonio Francisco Ribeiro.

O Lago do Boqueirão como é conhecido deveria chamar-se de Lago dos Boqueirões já que o mesmo é a separação do Boqueirão dos Rosas e Boqueirão do Dourados, duas comunidades humildes que tem em comum o lago que as separam. 
Mas porque falamos do Lago do Boqueirão? Talvez porque, como já citei anteriormente era um ponto de lazer e também gerava renda para as comunidades situadas em suas margens em tempos de bons invernos. Nestas situações o lago proporcionava um berçário para os peixes, onde se reproduziam em grandes quantidades, pois oferecia as condições ideais para isso, proporcionava um belo banho, onde os visitantes e as pessoas da própria comunidade podiam renovar as energias em suas águas, limpas e refrescantes. Os visitantes de espírito mais aventureiro que vinham se refrescar no lago, muitas vezes arriscavam a pescar seu próprio alimento de forma artesanal utilizando, por exemplo, linhas, caçoeira e etc. Os peixes mais comuns eram o cará e a traíra, que eram encontrados em abundância e serviam de alimento para os moradores daquele lugar e regiões vizinhas. 
Por volta do ano 2001 aconteceu um fato que marcou a história desse lago, pois algumas pessoas vindas da localidade de Araras começaram a explorar de forma exagerada os peixes mais abundantes da região, com ajuda de alguns moradores das localidades que se situavam a beira do lago.
Flagrante de pesca no Lago do Boqueirão. Camocim-CE.
Foto:Acervo Família  do Sr. Antonio Francisco Ribeiro.
Eram pescados em média de 3.000 Kg de peixes, retirados do lago de forma predatória com técnicas de pescaria não convencionais. Alguns moradores daquelas comunidades perceberam que daquela forma os peixes seriam extintos e  prejudicaria não só a fauna da região como também os moradores. Deste modo, decidiram fazer uma denúncia ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis - IBAMA, mas não obtiveram êxito e, por si mesmos, começaram a combater a pesca pedatória. Alguns  moradores das duas comunidades se uniram e passaram a tomar atitudes como, por exemplo, cortar as redes daqueles que se atreviam a pescar de batedeira (forma de pesca ilegal onde as redes são dispostas em círculos e depois os pescadores batem com varas na água assustando os peixes, deixando-os atordoados, tornando assim, mais fácil  capturá-los)  e quebrar as canoas daqueles que eram flagrados com práticas  de batedeira .
Lago do Boqueirão atualmente. 25/09/2016. Camocim-CE.
Foto: Rozangela Oliveira Ribeiro
Foi uma luta árdua onde os moradores perderam algumas espécies de peixes que foram extintas e outras que se tornaram escassas. Atualmente o lago está seco devido aos invernos fracos tendo sua última cheia no ano de 2010. Na atual situação, o banho de lago e a abundância de peixes são apenas boas lembranças do lago dos boqueirões.
Para produzir este texto conversei com o Sr. Antonio Francisco Ribeiro  que mora há muitos anos em Boqueirão dos Rosas  e que me relatou sobre a pesca de batedeira, fato conhecido de todos daquela região.


2 comentários:

  1. Olá prof. Boa noite.
    Porventura seria possivel me passar seu email de contato? Gostaria de tirar algumas duvidas.

    ResponderExcluir