O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

sábado, 2 de abril de 2011

ALBUQUERQUE & CIA


ABECEDARIUS CAMOCINENSIS

A


O Abecedarius de hoje destaca não uma pessoa, mas, uma firma comercial - ALBUQUERQUE & CIA, uma das mais importantes firmas comerciais existentes em Camocim, fundada ainda no século XIX, no ano de 1888. É, portanto, uma empresa que presenciou os tempos áureos bafejados pelas atividades comerciais advindas do porto e da ferrovia. A firma Albuquerque & Cia representava para Camocim e região a Companhia Nyrba de hidroaviões, posteriormente Panair do Brasil, Lloyd Brasileiro e outras empresas. Seu gande comandante foi Eduardo Normandia de Albuquerque que além de comerciante exerceu outras atividades na sociedade local, como Juiz Substituto, Presidente da Associação Comercial e vereador no período da redemocratização: 1ª Legislatura - 1948-1950. A firma atualmente está desativada e a casa onde funcionou a empresa por muito tempo, além de ter sido sede da Casa da Cultura (foto), foi derrubada para ser construído pontos comerciais.

Foto: Arquivo do Blog Camocim Pote de Histórias.

7 comentários:

  1. É uma pena que imponentes casarões seculares sucumbam em nome do progresso.

    Fco. Souza

    ResponderExcluir
  2. Pois é, Francisco, falta de uma política de preservação da história e da memória.

    ResponderExcluir
  3. carlos augusto, pensava que neste casarão havia funcionado a firma comercial Joao da Silva Ramos e cia. Qual a fonte de referencia que o amigo utilizou pra constatar isso?

    ResponderExcluir
  4. Caro Fábio, integrantes da própria família me disseram isso, inclusive com foto do Sr. Eduardo Normandia numa das portas desse prédio. Contudo, é possível que a Firma João Ramos tenha funcionado lá, pois, parece que com a morte dele, por algum tempo a Viuva João Ramos ainda tocou o comercio depois adquirido pelo Sr. Eduardo Normandia, sem falar que o imóvel era do espólio da família Albuquerque. Por outro lado, a residência de João Ramos (no lado oposto, esquina da Dr. João Tomé com atual José Maria Veras, deve ter sido incorporada ou comprada pela família Albuquerque, que derrubou e construiu salas comerciais e apartamentos. Qualquer outra referência diferente dessa, favor endereçar ao blog que publicaremos.
    Carlos Augusto

    ResponderExcluir
  5. A histórica imagem do prédio onde funcionou a firma comercial Albuquerque&Cia me traz gostosas lembranças.Eduardo Normandia quando em vida era meu padrinho.Várias vezes fui levado por meu pai Piragibe Melo aposentado da extinta RFFSA ao grande armazém e lá ficava observando papai em sua tarefa voluntária de colar cédulas de cruzeiro (dinheiro dá época) com fita adesiva durex,más para mim o melhor momento era o do lanche pois na ocasião saboreava os gostosos pasteses de caranguejo vendido por uma ambulante numa cêsta de cipó.Bons tempos que não voltam mais.

    ResponderExcluir
  6. Ih! Grafando com luz, seu comentário me deu água na boca. A lembrança do passado também traz às nossas mentes, os cheiros, os odores e os sabores..

    ResponderExcluir
  7. Meu amigo Carlos Augusto. O prédio mostrado, ilustrando a matéria, nunca foi sede de Albuquerque & Cia, firma da qual me orgulho de ter participado em companhia de meu saudoso Pai, Oswaldo Campos. Eduardo Normando de Albuquerque nunca foi sócio da mesma. Eduardo fazia parte da Firma: Viúva João Ramos & Cia. Ltda., sucessora de João da Silva Ramos & Cia, Ltda. A Sede de Albuquerque & Cia. era em outro tambem antigo prédio, criminosamente demolido e hoje em seu lugar existe uma casa moderna, pertencente a familiares do Sr. José Gomes Parente (Gato Preto), que também fez parte de Albuquerque & Cia. E ainda: O Lloyd Brasileiro, era representado em Camocim por V. Morel & Cia., tendo como Gerente o Sr. Júlio Morel e seu escritório era no prédio onde estabeleceu-se o Sr. Fernando Trévia. Albuquerque & Cia, agenciava outras Empresas de Navegação Marítima, entre elas a SNAAPP; BOOTH (Brasil) Ltda. e Cia de Navegação das Lagoas e Cia. Baiana de Navegação. Nos arquivos da Associação Comercial de Camocim, não consta que o Sr. Eduardo Normando tenha sido seu Presidente, a não ser que conste nos livros de atas , do periodo 1936 a 1969, que estão desaparecidos e que a atual direção está procurando. Quem souber de seus paradeiros, favor entrar em contacto com a mesma. Mais um reparo: O Sr.Eduardo Normando , segundo me consta ,era Adjunto de Promotor ou Promotor Ad hoc e não Juiz-Substituto. Um abraço do Osmundo Campos.

    ResponderExcluir