O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

domingo, 1 de maio de 2011

DE OLHO NA RUA - "APERTADA - HORA"


Essa postagem serve também para a seção "Abecedarius camocinensis", assim como para homenagear nosso querido escritor Artur Carneiro de Queirós, do qual fomos beber as informações dessa denominação. É corrente que, antes da sanha nomenclatural dos vereadores ávidos de nomear as ruas com nome de seus parentes e aderentes que a nomeação das ruas era mais criada pela população, atendendo àquilo que mais lhe convinha. Daí, que, por muito tempo e, ainda hoje, convivem a denominação oficial com a tradicional. `Portanto, confiram o que se dizia sobre o trecho de rua que atualmente corresponde às imediações da Assembléia de Deus ao fundos da Igreja de São Pedro:

APERTADA-HORA – Denominação de antigo trecho da Rua Santos Dumont,cruzamento das Ruas Boa Vista (atual D.Pedro II) com Marechal Floriano. Segundo o anedotário da cidade era um trecho mal assombrado. “Local macabro e desabitado, temido por causa das assombrações comentadas. Por ali apenas se passava de dia e, mesmo assim, arredio e desconfiado, com as pernas de sobreaviso para eventual carreira. Á noite, nem pensar. Era necessário um longo contorno por outras ruas, para se evitar o ‘Apertada-hora’,rumo ao centro”.

(Fonte: LOBISOMENS E VISAGENS.In: QUEIRÓS, Artur. Recordações camocinenses e outras memórias.

Foto: Capa do livro "A vida continua... Artur Queirós. 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário