O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

SC 6 - A CHEGADA DA ELETRICIDADE EM CAMOCIM

A chegada da luz elétrica numa comunidade foi sempre festejada como sinal de progresso, anunciadora dos tempos de modernidade para o lugar. Em Camocim não poderia ser diferente. Inicialmente provida por uma usina à óleo diesel (foto abaixo), o grande sonho dos camocinenses na época era a luz elétrica vinda diretamente das Cachoeiras de Paulo Afonso, como atesta o relato do saudoso Monsenhor Inácio Nogueira Magalhães. Acompanhemos:

"28 de Dezembro

No dia 28 de Dezembro de 1969 no meio do regozijo de toda população camocinense na Praça da Estação foi inaugurada oficialmente a iluminação elétrica da cidade de Camocim, fornecida pela energia proveniente das grandes turbinas da Cachoeira de Paulo Afonso - Bahia. Após o grande comício, onde discursaram muitos oradores, inclusive o Governador do Estado Plácido Aderaldo Castelo realisou-se no grande salão de recreio do Patronato um grande banquete, onde se registraria bom numero de convivas, quer da cidade local, quer de outras localidades".



A energia elétrica de Camocim até o final dos anos 1960 era gerada por dois motores à óleo diesel instalado neste prédio,localizado na  esquina das ruas General Tibúrcio com 24 de Maio. O fornecimento de energia se dava no intervalo das 18:00h às 23:00h.

Informamos ainda que a energia elétrica em Camocim foi também explorada pela Prefeitura Municipal, tendo um motor instalado atrás do prédio da mesma. Os pedidos de ligação eram feitos através de requerimento diretamente ao Prefeito. A Companhia de Força e Luz de Camocim - CFLC (foto) que também explorou o serviço era uma empresa privada comandada pela Família Cela, sendo Fernando Cela seu gerente.
Fonte: 3º Livro de Tombo da Paróquia de Bom Jesus dos Navegantes. 1962-1989, p.15.
Foto: CFLC. Antonio Carlos P. dos Santos


3 comentários:

  1. Lendo essa postagem sobre a chegada da energia de Paulo Afonso a Camocim as saudosas lembranças me trazem dois fatos de infância. O primeiro é a existência de um lampião a gás butano que iluminava a sala de minha casa na rua Humaitá durante a noite. Pedia sempre a papai que ligasse a luz elétrica e ele respondia que luz elétrica em nossa residência só quando chegasse de Paulo Afonso.
    O segundo é sobre o velho prédio da foto onde funcionou a usina. Durante muito tempo, o salário dos aposentados da RFFSA - e meu pai era um deles- era recebido por um procurador de nome José de Melo em um banco da capital Fortaleza, sempre no inicio de cada mês uma turma de inativos da estrada de ferro se agromeravam na esquina da velha e já desativada usina para esperar o pagamento trazido pelo procurador. Na ocasião o papo rolava solto e servia pra amenizar a ansiedade pela chegada da grana que vinha com José de Melo no ônibus da empresa rápido Mossoró. Acompanhava meu pai nesses momentos que para mim se constituia em verdadeiras aventuras ali na calçada da usina.
    Prof. Dr.Carlos Augusto um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Muitas histórias hein Grafando. Tens que colocar essas memórias em livro, rapaz...

    ResponderExcluir
  3. Obrigado pelo incentivo professor quem sabe se com sua colaboração um dia realizo esse sonho.
    Um forte abraço!

    ResponderExcluir