O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

SC 24 - CAMOCIM COMO INSPIRAÇÃO POÉTICA

No tempo em que poetava cometi estes versos sobre Camocim. Hoje, pela passagem dos 132 anos de emancipação política, ofereço-os a todos os camocinenses no mundo inteiro:

 



Camocim,
Claro céu cristal,
Coqueiros cacheados,
Cajueiros copados.

Camocim,
Cor carmim,
Caranguejos cobiçados,
Camarões corados.

Clima cálido,
Carnaval cativa calor,
Charme, chama ,cantiga,
Cintilante cor.

Camocinenses,
Cidadãos corretos,
Cidade coração,
Consagrado chão.

Camocim,
Curumim crescido.
Camocim,
Caboclo cafuzo.
Camocim,
Corós carnudos.
Camocim-Ceará..

Num tempo que tinha festivais na cidade, Raimundo Arnaldo (Naldinho) musicou esta letra e o povo cantou a plenos pulmões...

Foto: Tadeu Nogueira. Blog: camocimonline

2 comentários:

  1. Camocim pai da pobreza, Granja só tem passa fome, de Martinópole pra lá acabousse os homi..!

    ResponderExcluir
  2. No livro Ida e Volta de Carlos Cardeal, um pesonagem diz:
    Camocim pai da pobreza,
    Granja só tem passa fome
    Martinópole só em corno,
    Uruoca não em homem...

    ResponderExcluir