O Blog:

Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso "POTE" nunca encha e sacie a todos!!!

terça-feira, 20 de setembro de 2011

SC 16 - A LOJA MAÇONICA DEUS E CAMOCIM

 As primeiras décadas do século XX para Camocim foram  muito intensas no que diz respeito à fundação de clubes, associações, sindicatos, dentre outras entidades. Aqui neste espaço já ressaltamos algumas. Hoje, destacaremos a LOJA MAÇONICA DEUS E CAMOCIM – Uma das primeiras lojas maçônicas a serem fundadas no Ceará, no rito escocês, no interior a primeira. Teve como fundador um imigrante italiano chamado João Batista Gizzi, que se estabeleceu em Camocim no início do século XX. Foi fundada em 1920. Nos idos de 1948 funcionava na Praça 7 de Setembro, 280 e tinha como Venerável Horácio Pessoa.  Sobre seu fundador, é necessário uma pesquisa mais aprofundada, principalmente sua atuação no seio da Loja Maçônica e seus objetivos. Em Camocim têm-se registrado seu caráter empreendedor, tendo sido industrial do ramo de fabricação de sabão. No Arquivo Público do Estado do Ceará, deparei-me com o processo que relatava o incêndio de tal fábrica, onde hoje fica a Farmácia São Paulo e adjacências.  Foi também fundador da Associação Comercial de Camocim. Sobre ele, assim escreveu o imortal Artur Queirós. 
JOÃO BAPTISTA GIZZI – Fundador da Loja Maçônica Deus e Camocim em 1920, filiada ao Grande Oriente, rito escocês. Conhecido como “Seu Giz”,estabeleceu-se comercialmente em Camocim com “uma fábrica de produtos de limpeza, tomando como base sabão de boa qualidade”,situada na Praça Pinto Martins. A fábrica sofreu um incêndio em meados da década de 1930, fazendo com que “Seu Giz” se transferisse para Fortaleza, onde veio a falecer em 14 de julho de 1933. (Fonte: QUEIRÓS, Artur. Recordações camocinenses e outras memórias. 2ª edição. Fortaleza: RBS Gráfica, 2003, p.15-6).
No blog da instituição, assim diz o histórico da fundação da loja:
Aos vinte e oito dias do mês de julho do ano de 1920, nesta cidade de Camocim precisamente às 19:00h, no edifício do gabinete de Leitura Camocinense, em local reservado acontecia à sessão de fundação da Augusta Respeitável e Benemérita Loja Simbólica Deus e Camocim nº 1, onde se faziam presentes os maçons João Batista Gizzi, Bernardo da Silva, Eurico de Paiva Mota, Francisco Cavalcante, José Mendes da Silva, Antônio Francisco dos Santos Junior, Artur Lemos de Pinto e José Vitorino de Meneses. Esse acontecimento iria ao encontro dos desejos desses briosos maçons que a muito ansiavam fundar aqui uma Loja Maçônica.Seu primeiro grande feito foi juntamente com as Lojas Porangaba nº 2 e Fortaleza nº 3, fundar a nossa Grande Loja Maçônica do Estado Ceará. 
    Fonte: arlsdeusecamocim.blogspot.com
    Foto: Arquivo do blog.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário