Páginas

SOBRE


Desde 2011 que tivemos e mantemos a ideia de um blog na internet voltado especificamente para a recuperação da história de Camocim. Desta forma, o Camocim Pote de Histórias nasceu com essa missão de socializar nosso conhecimento sobre o município que se acumulou com a nossa trajetória acadêmica e se gera diariamente com a pesquisa incessante.
Neste sentido, várias temáticas foram se desenvolvendo ao longo do tempo através dos textos postados, criando-se séries históricas - nominadas ou não, como por exemplo, Setembro Camocim, onde empreendemos um esforço maior de postar o maior número de matérias, no intuito de subsidiar os trabalhos escolares que são demandados justamente neste período onde se comemora a nossa emancipação política. Além dessa série, outras se constituíram como:
 A Educação em Camocim; 
Parlamentares de Camocim; 
Camocim nas páginas dos jornais; 
Camocim nos Livros; 
 Abril Pinto Martins, dentre outras.
Deste modo, qualquer informação encontrada num documento, qualquer foto que chegue às nossas mãos que se refira à Camocim, logo é analisada, contextualizada e postada no blog, com textos curtos ou médios para suprir o desejo de conhecermos nosso passado.
Por outro lado, a própria tradição histórica do município elege temas que são recorrentes e aparecem constantemente nas postagens do blog, como o caso da Estrada de Ferro de Sobral, os ferroviários, a extinção do ramal, o patrimônio ferroviário, as atividades econômicas proporcionadas pela ferrovia e o porto, dentre outros aspectos pertinentes. 
Atualmente, o blog Camocim Pote de Histórias já foi visto por mais de 257.000 visitantes e acessado por internautas de mais de 70 países. Para finalizar, uma mensagem de abertura quando da estreia do blog em 2011:
Amigos e conterrâneos camocinenses, a gente só dar o que tem. Quando pensamos editar um blog, este foi o pensamento: doar todo nosso esforço na construção de uma ferramenta como esta para a divulgação pura e simples da nossa história. Contudo, essa é uma oportunidade de todos participarem desta empreitada, seja comentando, sugerindo, corrigindo e, efetivamente, participando dessa grande viagem que a História nos proporciona. Que nosso “POTE” nunca encha e sacie a todos!!!